Log in

Love Wine chega a Tiradentes, nos dias 19 e 20 de julho, com seleção especial de vinhos para curtir o inverno 

Evento integra o Festival Inverno Mágico Tiradentes, com programação para todas as idades

O Love Wine pousa em uma das cidades mais charmosas de Minas Gerais, Tiradentes, como parte da programação do Festival Inverno Mágico, nos dias 19 e 20 de julho. A edição celebra principalmente os vinhos brancos e rosés, com uma carta cuidadosamente selecionada por especialistas do Love Wine para a estação fria. Os ingressos já estão disponíveis na plataforma Ingresse, com a opção de passaporte para os dois dias. 

O evento acumula mais de seis anos de existência, sendo referência em Minas Gerais quando o assunto são os melhores vinhos. "Vai ser incrível essa junção de festivais. Ambos preocupados em oferecer uma experiência incrível, seja em família ou entre amigos. As atrações estão especiais, tem até patinação no gelo, além de uma programação musical e gastronômica bem diversa", comenta Carlos Magno, da Box.Bold Xperiences, produtora responsável pelo evento. 

SOBRE O INVERNO MÁGICO TIRADENTES

O festival promove uma programação especial para quem deseja aproveitar a estação fria com muita música, gastronomia e atrações especiais, como patinação no gelo. No primeiro dia, nomes que marcaram a história da música mineira, abrem a festa: Lô Borges, Beto Guedes e Flávio Venturini. O evento ocorre no Santíssimo Resort, localizado no coração do centro histórico da cidade. 

Artistas locais e nacionais garantem que a programação siga com a trilha sonora perfeita. Tem forró com a banda João de Barro, bailão com o gaúcho Breno Silva, clássicos da música com Tiradentes Blues e o grupo Mago Zen vai da música romena à irlandesa, interpretando canções de diversas origens. Outros nomes, como Toni Junior, Arthur Seabra, Juninho Queiroz, Gherardi e a dupla Carla Lima e Thito, enriquecem o line-up.

A programação foi pensada com cuidado para oferecer uma experiência para todas as idades. No local, o evento oferece um espaço kids animado, com brinquedos e monitores. A pista de patinação, que chega pela primeira vez ao local, é outro grande atrativo para curtir entre família ou amigos. A boa gastronomia também é garantida, com chefs renomados servindo pratos especiais. 

SERVIÇO 

Love Wine no Inverno Mágico Tiradentes

19 e 20 julho (sexta e sábado) 

Horário: 16h às 22h

Local: Santíssimo Resort

R. dos Inconfidentes, 140 - Centro Histórico

Tiradentes (MG)

 

Ingressos: Ingresse

*Passaporte Love Wine disponível 

 

Tradição do churrasco é a estrela do festival Caminhos de Fogo, que reúne  27 chefs de renome nacional, em Tiradentes (MG)

Festival combina alta gastronomia e localização privilegiada em Tiradentes, no dia 4 de maio

27 chefs de renome nacional se reúnem em Tiradentes na terceira edição do Caminhos de Fogo, festival de churrasco que vem ganhando admiradores entre chefs e público a cada edição. Neste ano, o encontro já tem data marcada: dia 4 de maio, no Santíssimo Resort, localizado no centro histórico da cidade mineira. Com uma vista de tirar o fôlego para a serra de São José, o local é uma das hospedagens mais luxuosas e requisitadas de Tiradentes. 

O foco do festival é a tradição gastronômica ao redor da brasa, trazendo métodos e técnicas tradicionais, modernas e multiculturais do mundo do churrasco. Nesta edição, estarão presentes chefs renomados, como Jimmy Ogro, Helvécio Maciel, Paula Labaki, Felipe Rameh, Marcelo Bolinha e Mário Portella, entre muitos outros especialistas em explorar com a potencialidade de sabores das carnes. 

"Além de fomentar o turismo por meio da gastronomia, o festival busca trazer essa riqueza da tradição do churrasco, que está pulverizada no Brasil, para Tiradentes, uma cidade que recebe tão bem as pessoas. O evento parte desse lugar lúdico da descoberta, inovação, experimentação. São caminhos que se abrem a partir do pilar principal que é a transformação através do fogo" comenta Guilherme Macedo, organizador do evento. 

A escolha do local não foi isolada, o objetivo é entregar um serviço impecável, no nível da alta gastronomia presente. Para que isso continue se concretizando, o Caminhos de Fogo trabalha com capacidade limitada de pessoas, premissa que pretende manter em todas as edições. Com três atrações musicais diversas, que incluem o Folk, o Blues e o Country Rock, espaço kids e 28 estações gastronômicas, o festival busca oferecer conforto e tranquilidade. 

"A intenção é ampliar o repertório gastronômico das pessoas, com um serviço excelente, pratos de alto nível e cerveja boa e gelada, uma boa experimentação. Acho que nosso público é o Bon Vivant, que sabe aproveitar bem os prazeres da vida" continua Guilherme. 

Os preparos serão compostos por proteína mais os acompanhamentos escolhidos pelo chef. Seguindo o apreço pela qualidade e excelência, são selecionados os melhores frigoríficos e fornecedores do país com cortes bovinos, suínos, ovinos e peixes exóticos. Além da famosa sobremesa carro chefe do Tragaluz, a Goiabada cremosa.

O Caminhos de Fogo é um festival recente, que começou a ser desenhado em 2019, mas só teve sua primeira edição em 2022, devido à pandemia. Apesar de poucos anos, já chama atenção pela satisfação do público. Em 2023, recebeu pessoas de 150 municípios diferentes. 

Participam desta edição os chefs: Jimmy Ogro, Marcelo Bolinha, Felipe Rameh, Helvecio Maciel, Mário Portella, Júlia Carvalho, Tadeu do Rango, Bruno Salomão, Paula Labaki, Panhoca, Rodrigo Tenente, Marcos Levi, Ligia Karazawa, Fih Fernandes, Santi Roig, Rafael Soares, Flavio Xapuri, Priscila Deus, Adriano Geleia, Carol Armenio, Marina Lopes, Tallita Machado, Adriano Pedro, Rodolfo Mayer, Cristovão Laruça, Rafael Pires e Thiago Bitelo. 

 

DESTAQUES DA EDIÇÃO 

Celebridade da gastronomia, o carioca Jimmy Ogro trabalha com sua proteína preferida em uma aula- show, em que desossa um suíno e assa todas as partes. Jimmy, além de chef proprietário do restaurante BistrOgro e da hamburgueria Ogro Steaks, é repórter do Mais Você da TV Globo e figurinha carimbada em diversos programas gastronômicos da televisão.

O festival conta com representantes de vários estados, levando a diversidade da cozinha brasileira de frente ao fogo. Diretamente de Juiz de Fora para Tiradentes, Marina Lopes traz a técnica que a fez se destacar com os prestigiados restaurantes Milos e o Lalalá Mini Bar, inspirados em suas viagens pelo mundo.

O chef mato-grossense Helvécio Maciel, especialista em pescados, carnes vermelhas e exóticas de caça, ficou consagrado como uma das principais atrações do festival, com seu varal de peixes, e estará mais uma vez nesta edição.

Especializado em American Barbecue, Bitelo, do Rio de Janeiro, apresenta um brisket defumado, com inspiração mexicana. O prato ainda vem com delicioso creme de milho com queijo mussarela, salsa de coentro e picles de pimenta jalapenho e limão. 

Nascida em uma fazenda no interior de São Paulo, Paula Labaki traz seu amor pela cozinha, que começou bem cedo. Hoje, ela compõe diversos grupos de estudos gastronômicos pelo mundo, como o "Chefs de Sud America". A chef assadora atendeu artistas renomados, como Ozzy Osbourne e traz ao festival um surpreendente Short Rib com frutos do mar, acompanhado por molho romesco.

O português que há mais de 18 anos assumiu Minas Gerais como casa, Cristóvão Laruça, traz ao Festival as técnicas que utiliza no seu renomado restaurante de brasa, Turi, em Belo Horizonte. O chef, que ainda comanda o Caravela, traz peças de short rib levemente defumadas. O acompanhamento não é menos marcante: um caramelo de cogumelos com folhas de mostarda braseadas. 

Reconhecido entre a cultura do churrasco e exemplo máximo da representatividade do assado gaúcho, Marcelo Bolinha vem trazer sua arte de fogo de chão com o cupim campeiro espetado. Marcos Livi, outro gaúcho, prepara costelas bovinas de tirar o fôlego. O chef está à frente de casas icônicas, como o Parador Hampel, em São Chico (RS). 

A gastronomia de Tiradentes também estará representada. Rodolfo Mayer, do Angatu e Angatu e Angabar, retorna ao festival para desta vez apresentar um arroz de pato preparado todo no fogo. O mineiro Rafael Pires, à frente do MIA Gastronomia, prepara uma Porchetta no varal, servida com feijão branco montado na manteiga.

Quem também é anfitrião e recebe o festival em Tiradentes é Felipe Rameh. O chef trabalhou em restaurantes estrelados, como o D.O.M. de Alex Atala (SP) e no Le Chalet de La Forêt (Bélgica), e atualmente é chef executivo no restaurante Tragaluz, em Tiradentes, além de apresentador da série "Coisas Daqui", da Globo Minas. Para esta edição, traz o Picolé Mineiro de rack suíno.

 

SERVIÇO 

Caminhos de Fogo 

Dia: 4 de maio 

Local: Santíssimo Resort

Rua dos Inconfidentes, 140

Tiradentes (MG)

Mais informações: https://www.instagram.com/caminhosdefogo/

 

Ingressos: Sympla

Tradição do churrasco é a estrela do festival Caminhos de Fogo, que reúne 27 chefs de renome nacional, em Tiradentes (MG)

Festival combina alta gastronomia e localização privilegiada em Tiradentes, no dia 4 de maio

27 chefs de renome nacional se reúnem em Tiradentes na terceira edição do Caminhos de Fogo, festival de churrasco que vem ganhando admiradores entre chefs e público a cada edição. Neste ano, o encontro já tem data marcada: dia 4 de maio, no Santíssimo Resort, localizado no centro histórico da cidade mineira. Com uma vista de tirar o fôlego para a serra de São José, o local é uma das hospedagens mais luxuosas e requisitadas de Tiradentes. Os ingressos estão disponíveis pela plataforma Sympla, já em último lote. 

O foco do festival é a tradição gastronômica ao redor da brasa, trazendo métodos e técnicas tradicionais, modernas e multiculturais do mundo do churrasco. Nesta edição, estarão presentes chefs renomados, como Jimmy Ogro, Helvécio Maciel, Paula Labaki, Felipe Rameh, Marcelo Bolinha e Mário Portella, entre muitos outros especialistas em explorar com a potencialidade de sabores das carnes. 

"Além de fomentar o turismo por meio da gastronomia, o festival busca trazer essa riqueza da tradição do churrasco, que está pulverizada no Brasil, para Tiradentes, uma cidade que recebe tão bem as pessoas. O evento parte desse lugar lúdico da descoberta, inovação, experimentação. São caminhos que se abrem a partir do pilar principal que é a transformação através do fogo" comenta Guilherme Macedo, organizador do evento. 

A escolha do local não foi isolada, o objetivo é entregar um serviço impecável, no nível da alta gastronomia presente. Para que isso continue se concretizando, o Caminhos de Fogo trabalha com capacidade limitada de pessoas, premissa que pretende manter em todas as edições. Com três atrações musicais diversas, que incluem o Folk, o Blues e o Country Rock, espaço kids e 27 estações gastronômicas, o festival busca oferecer com conforto e tranquilidade. 

"A intenção é ampliar o repertório gastronômico das pessoas, com um serviço excelente, pratos de alto nível e cerveja boa e gelada, uma boa experimentação. Acho que nosso público é o Bon Vivant, que sabe aproveitar bem os prazeres da vida" continua Guilherme. 

Os preparos serão compostos por proteína mais os acompanhamentos escolhidos pelo chef. Seguindo o apreço pela qualidade e excelência, são selecionados os melhores frigoríficos e fornecedores do país com cortes bovinos, suínos, ovinos e peixes exóticos. Além da famosa sobremesa carro chefe do Tragaluz, a Goiabada cremosa.

O Caminhos de Fogo é um festival recente, que começou a ser desenhado em 2019, mas só teve sua primeira edição em 2022, devido à pandemia. Apesar de poucos anos, já chama atenção pela satisfação do público. Em 2023, recebeu pessoas de 150 municípios diferentes. 

Participam desta edição os chefs: Jimmy Ogro, Marcelo Bolinha, Felipe Rameh, Helvecio Maciel, Mário Portella, Júlia Carvalho, Tadeu do Rango, Bruno Salomão, Paula Labaki, Panhoca, Rodrigo Tenente, Marcos Levi, Ligia Karazawa, Fih Fernandes, Santi Roig, Rafael Soares, Flavio Xapuri, Priscila Deus, Adriano Geleia, Carol Armenio, Marina Lopes, Tallita Machado, Adriano Pedro, Rodolfo Mayer, Cristovão Laruça, Rafael Pires e Thiago Bitelo. 

 

 

SERVIÇO 

Caminhos de Fogo 

Dia: 4 de maio 

Local: Santíssimo Resort

Rua dos Inconfidentes, 140

Tiradentes (MG)

Mais informações: https://www.instagram.com/caminhosdefogo/

 

Ingressos: Sympla

Espetáculos teatrais inéditos no Brasil são destaque no 12º Festival Artes Vertentes

A cidade histórica de Tiradentes recebe o festival entre os dias 16 e 26 de novembro com programação gratuita ou a preços populares

Reconhecido como um dos mais importantes festivais de artes integradas do país, o Festival Artes Vertentes chega à sua 12ª edição transformando a cidade de Tiradentes em um pólo de apresentação e discussão das mais variadas manifestações artísticas, com atrações de diferentes partes do país e do exterior. A programação é gratuita ou tem preços populares (R$40 inteira - R$20 meia), ocupando diferentes espaços da cidade mineira.

As Artes Cênicas têm lugar especial na programação, que aposta em espetáculos inéditos no Estado ou que têm sua estreia nacional dentro da programação do Festival Artes Vertentes.

Logo no dia de abertura do Festival, 16 de novembro“Vós que pulsais”, espetáculo que faz a integração entre teatro, música e dança, terá sua estreia no Largo de Santana, às 19h, com entrada gratuita. “Vós que pulsais” é resultado de um processo de criação fomentado pelo Festival Artes Vertentes e realizado em Tiradentes entre 2022 e 2023 com a participação dos artistas: Morena Nascimento, Sofia Leandro e Bruno Santos. Livremente inspirado nos signos e elementos presentes no conto O lobisomem de Minas, do escritor suíço Blaise Cendrars, e com música de Leonardo Martinelli, a apresentação acompanha um estrangeiro que deambula pelas ruas de Tiradentes, seguindo o rastro sonoro de um agrupamento musical. O que seria aquela música: uma banda, uma orquestra, um canto? O trote dos cavalos mistura-se aos sons, enquanto o repicar dos sinos anuncia a missa. Através das janelas da cadeia, um vulto faz sinal para que o estrangeiro se aproxime e escute a sua história de vida. O espetáculo conta com a participação dos alunos do Ateliê de Dança da Ação Cultural Artes Vertentes.

Já no dia 24 de novembro, sexta-feira, o Festival recebe a “Trilogia Terrestre”, no Palco Canudos, no Museu Casa Padre Toledo, às 19h, com entrada gratuita. A conferência performance criada por Frédérique Ait-Touati em colaboração com Bruno Latour descreve uma ordem social e cósmica é descrita como “caminhando para um colapso político e ecológico sem paralelo”, por via da crise climática.

Numa curadoria atenta ao tempo presente, no dia 25, sábado, o espetáculo “Jerusalém de nós” discute questões urgentes da atualidade. A apresentação será às 20h, no Centro Cultural Yves Alves. Os ingressos custam R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada). Tendo como pano de fundo o conflito de lados opostos no Estado de Israel, “Jerusalém de nós” é protagonizado pelas atrizes Victória Camargo e Elis Braz, conta a história de Nurit, uma professora universitária israelense, de cinquenta e poucos anos, que invade uma repartição pública a procura de sua filha desaparecida, logo após um atentado no qual uma bomba explodiu. Assim ela imagina. Mas tudo leva a crer que ela está confusa quanto a veracidade dos fatos. Desesperada, segurando um revólver, a mãe judia parece estar procurando sua identidade, em um cenário de conflitos raciais, políticos e religiosos. Com texto e direção de Leo Lama, a peça é uma metáfora sobre a condição de vida de um refugiado, revelando uma jornada em busca do lugar de escuta e do reconhecimento. A assistência de direção é de Amanda Mantovani.

No dia 26, domingo, às 11h, A ópera de câmara Canções do Mendigo será apresentada no Chafariz de São José.  Baseado no romance "O mendigo que sabia de cor os adágios de Erasmo de Rotterdam", as "Canções do mendigo" (2014) é uma ópera de câmara em apenas um ato, e tem música de Leonardo Martinelli e libreto de João Luiz Sampaio. A partir de uma mistura de teatro de prosa e teatro lírico, o público é convidado a mergulhar na conturbada mente desse personagem ácido e visceral, conhecendo sua visão de mundo, das pessoas e de seu amor perdido pela misteriosa N. Em cena estão: Michel de Souza (Mendigo), Iberê Carvalho (viola), Luca Raele (clarineta) e Gustavo Carvalho (piano).

Sobre o Festival Artes Vertentes

Criado em 2012 por Luiz Gustavo Carvalho e Maria Vragova, o Festival Artes Vertentes é um projeto realizado pela Ars et Vita e pela Associação dos Amigos do Festival Artes Vertentes. O evento vem apresentando, ininterruptamente, uma programação artística que estimula diálogos entre as mais diversas linguagens artísticas e propõe, por meio da arte, reflexões sobre temas de relevância para a sociedade contemporânea. Vencedor do prêmio CONCERTO 2021 e nomeado para o prêmio internacional Classic: NEXT Innovation Award 2022, durante as últimas edições, o Festival Artes Vertentes já recebeu mais de 420 artistas, originários de 40 países.

O 12º Festival Artes Vertentes é realizado com o patrocínio da Cemig, Itaú, Copasa e Minasmáquinas.

Mais informações no site www.artesvertentes.com.

 

Cemig: a energia da cultura

A Cemig é a maior incentivadora de cultura em Minas Gerais e uma das maiores do país. Ao longo dos seus 70 anos de fundação, a empresa investe e apoia as expressões artísticas existentes no estado, por meio das leis de dedução fiscal estadual e federal, de maneira a abraçar a cultura de Minas Gerais em toda a sua diversidade.  Além de fortalecer e potencializar as diferentes formas de produção artística e cultural no estado, a Cemig se apresenta, também, como uma das grandes responsáveis por atuar na preservação do patrimônio material e imaterial, da memória e da identidade do povo mineiro. Os projetos incentivados pela Cemig objetivam chegar nas diferentes regiões do estado, beneficiando um maior número de pessoas e promovendo a democratização do acesso às práticas culturais. Assim, incentivar e impulsionar o crescimento do setor cultural em Minas Gerais reflete e reforça o compromisso e o posicionamento da Cemig em transformar vidas com a nossa energia.    

Serviço

Programação Artes Cênicas do 12º Festival Artes Vertentes

16/11 - quinta-feira

 

Espetáculo “Vós que pulsais”

Horário: 19h

Local: Largo de Santana (Rua da Cadeia, 36 - Tiradentes/MG)

Gratuito

 

Concepção e criação: Bruno Santos, Leonardo Martinelli, Morena Nascimento e Sofia Leandro

Coreografia e dança: Morena Nascimento

Música original: Leonardo Martinelli

Interpretação musical: Duo Sofia Leandro e Bruno Santos, Orquestra e Banda Ramalho (regentes: Willer Silveira e Reinaldo Carvalho)

Figurino: Monik Ellen

Participação dos alunos do Ateliê de Dança da Ação Cultural Artes Vertentes

 

24/11 - sexta-feira

 

Espetáculo “Trilogia Terrestre”

Horário: 19h

Local: Palco Canudos - Museu Casa Padre Toledo (Rua Padre Toledo, 190 - Tiradentes/MG)

Gratuito

 

25/11 - sábado

 

Espetáculo “Jerusalém de nós”

Horário: 20h

Local: Centro Cultural Yves Alves (Rua Direita, 168 - Tiradentes/MG)

Ingressos: R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada)

 

Texto e direção: Leo Lama

Elenco: Victória Camargo e Elis Braz

Assistente de direção: Amanda Mantovani

 

26/11 - domingo

 

Ópera Canções do Mendigo

Horário: 11h

Local: Chafariz de São José  (Rua Francisco Cândido Barbosa, SN - Tiradentes/MG)

Gratuito

 

Música: Leonardo Martinelli

Letra das canções de João Luiz Sampaio a partir do livro O mendigo que sabia de cor os adágios de Erasmo de Rotterdam, de Evandro Affonso Ferreira

Roteiro e direção: Leo Lama

Interpretação: Michel de Souza (Mendigo), Iberê Carvalho (viola), Luca Raele (clarineta) e Gustavo Carvalho (piano).

 

12º Festival Artes Vertentes

De 16 a 26 de novembro, em Tiradentes/MG

Programação completa: www.artesvertentes.com

 

Love Wine tem a primeira edição na cidade de Tiradentes

Evento acontece nos dias 7,8 e 15 de Julho, com vinho, gastronomia e boa música, no Santíssimo Ressort

Com edições a cada estação do ano, trazendo as melhores safras de vinho sazonais, o Love Wine já acontece há cinco anos em BH e tem uma super novidade pra esse inverno: a primeira edição do Love Wine Tiradentes. Nos dias 7 e 14 Julho, das 16h às 22h, 8 e 15 de  Julho, das 14h às 22h, a cidade histórica recebe o festival, com diversas atrações, no Santíssimo Resort. O evento oferece bons momentos para quem deseja curtir as melhores bebidas e comidas, em um dos redutos da gastronomia mineira, reconhecido nacionalmente. A programação do evento será ao som de muita música com shows de bandas e DJs. Os ingressos são limitados e já podem ser adquiridos pelo Ingresse

O Love Wine oferece uma festa especial para a bebida queridinha da estação mais fria do ano. A edição promete aquecer a todos com uma seleta carta de vinhos tintos, além de trazer exemplares dos brancos e rosés, com uma carta cuidadosamente selecionada. O evento também conta com opções de drinks e cervejas.

O palco do evento será o Santíssimo Resort, o espaço possui uma das maiores estruturas turísticas da cidade e abraça o evento que contará com duas bandas e DJ todos os dias do evento.  No repertório musical com estilos para todos os gostos. O line-up conta com as bandas Cash e Charrete Jazz Band, no dia 7 de julho. No dia 8, o som fica por conta de Breno Gontijo e No Label. Já o segundo fim de semana, o dia 14 de julho, será embalado pelas atrações Off-White e Charrete Jazz Band, e no dia 15 de julho,  Baile do Maguá e Classic encerram o último dia de evento.  Nos intervalos, durante todos os dias de programação, a música fica por conta do DJ Nezt.

O espaço gastronômico do evento oferece o melhor da culinária mineira com os restaurantes convidados para agradar até os mais exigentes paladares. O evento garante diversão para toda a família e conta também com área especial para a criançada, onde os pequenos aproveitam um playground exclusivo. 

Carlos Magno, da Box.Bold Xperiences, produtora responsável pelo evento, explica que a edição de Tiradentes é uma uma grande aposta da produtora. "O Love Wine é um evento já estabelecido em BH, tem um público fiel e que curte muito a vibe. Por isso decidimos ampliar o calendário e também a cidade. Tiradentes tem o clima perfeito pra receber o evento, temos certeza que será um sucesso.", ressalta o produtor.

 

SERVIÇO:

Love Wine Tiradentes

Data: Dias 7 e 14 Julho, das 16h às 22h

Dias 8 e 15 de  Julho, das 14h às 22h

Local: Santíssimo Resort (Rua dos Inconfidentes, 140) - Tiradentes/MG

Ingressos: https://www.ingresse.com/lovewine 

Mais informações: https://www.instagram.com/lovewinefestival/

Ouro Preto e Tiradentes integram ranking de cidades históricas brasileiras mais recomendadas pelos viajantes nacionais, revela Booking.com

O Brasil é um país com dimensões continentais e, para os viajantes, isso significa que há uma infinidade de lugares a serem conhecidos, cada qual com sua própria cultura, biodiversidade, expressões e modos de vida. Há aqueles que prefiram destinos de natureza, para explorar a rica fauna e flora brasileiras, seja pertinho do mar ou no meio do mato. Grandes cidades, com seus arranha-céus e rotina apressada, conquistam outros. E, ainda, existem os interessados em cidades históricas, que preservam costumes de outras épocas, mostrados na arquitetura de seus edifícios, no sabor da gastronomia e na cultura daquela população.

Uma pesquisa da Booking.com revelou que uma motivação importante para viajar para 77%* dos brasileiros é visitar lugares históricos (15 pontos percentuais acima da média global). Pensando nisso, a plataforma fez um levantamento de dados** para descobrir quais cidades históricas brasileiras são mais recomendadas por viajantes do país, na Booking.com, para uma viagem.

 

ParatyRio de Janeiro

     

Não há um consenso sobre quando a charmosa cidade de Paraty foi fundada, mas sabe-se que, no início do século XVII, já havia uma população significativa no local. Paraty se tornou uma cidade portuária muito importante, dado que fazia parte do Caminho do Ouro, uma estrada construída entre Minas Gerais e Rio de Janeiro para o transporte de ouro e outras mercadorias. Ainda hoje, é possível trilhar o Caminho e conhecer mais sobre uma parte importante da história do Brasil colonial. Paraty passou por altos e baixos ao longo dos séculos. No século XIX, alcançou um novo momento de glória, com a economia do café, da cachaça e derivados de cana, com centenas de engenhos. Quem visita a cidade encontra um centro histórico bem preservado, com lindos casarões e igrejas seculares, além de uma agenda de festivais culturais e, claro, as praias. Uma ótima opção de hospedagem é a Pousada do Ouro, que fica em uma casa do século XVIII, no centro histórico.

 

SalvadorBahia

     

Não há dúvidas sobre o motivo de Salvador da Bahia ser uma das cidades históricas mais recomendadas pelos viajantes, afinal, a história da cidade se confunde com a do país, tendo sido sua primeira capital. Para quem quer explorar seu patrimônio, há muito o que ver e fazer, com milhares de edifícios erguidos do século XVIII em diante. O centro histórico de Salvador vale a visita, com suas igrejas centenárias, como a Igreja de São Francisco, prédios de arquitetura colonial, o Largo do Pelourinho e o Elevador Lacerda. Motivos para conhecer Salvador não faltam: é uma cidade que vibra em seu ritmo próprio, com suas festas e manifestações artísticas e culturais e um dos carnavais mais famosos do mundo, além de uma gastronomia de dar água na boca, que passa do acarajé e do vatapá até a moqueca e o bobó de camarão. Para os viajantes de passagem, uma boa opção de estadia é a Casa Versace Salvador - Colonial House, que oferece um delicioso terraço com vista para o mar.

 

PetrópolisRio de Janeiro

     

Petrópolis faz parte do Caminho Novo da Estrada Real, que foi aberto depois do Caminho do Ouro, para ligar de forma mais segura Ouro Preto ao porto do Rio de Janeiro. O destino também é parte importante da história do Brasil, dado que passou a existir por cair nas graças do Imperador D. Pedro I, que gostou muito do clima local e comprou uma fazenda na região, posteriormente passada para o filho, Dom Pedro II, após a sua morte. Ali, ele construiu seu palácio de veraneio, cuja construção foi finalizada em 1862 e onde está atualmente o Museu Imperial. De terça a domingo, é possível visitar o palácio, os jardins e seu acervo, com aproximadamente 300 mil itens da época, e passar pela lojinha para levar um souvenir exclusivo para casa. Uma boa pedida é fazer um passeio pelo centro histórico da cidade, com seus prédios e monumentos preservados. Para hospedagem, a simpática Casa Rosa Hotel Boutique é uma excelente opção, localizada a 700 metros da Catedral de São Pedro de Alcântara, onde está o mausoléu de D. Pedro II e outros membros da família imperial.

 

Ouro PretoMinas Gerais

     

Com origem que remonta ao final do século XVII, a cidade de Ouro Preto ganhou este nome após a Independência do Brasil, quando passou a ser a capital da província de Minas Gerais, título que manteve até o final do século XIX. Ouro Preto tem grande importância histórica para o país, por ter sido um local central na época da Corrida do Ouro, com a extração do metal e pedras preciosas na região. Nos dias atuais, quem viaja ao destino, reconhecido como Patrimônio Cultural Mundial pela UNESCO, encontra ruas de pedra, casarões coloniais, obras de arte de renomados artistas mineiros, edifícios tombados, igrejas centenárias, museus, entre muitos outros atrativos. Para quem quer se aprofundar na história da cidade, é possível, inclusive, visitar minas de metais preciosos desativadas. Uma dica de acomodação é a Pousada Solar da Ópera, que fica em um edifício do século XIX, no centro histórico da cidade.

 

TiradentesMinas Gerais

     

A fundação de Tiradentes ocorreu no início do século XVIII e sua história também está ligada ao Ciclo do Ouro. Recebeu seu nome atual após a Proclamação da República, em homenagem a um dos líderes da Inconfidência Mineira. Com seu conjunto arquitetônico tombado, é possível reconhecer a arquitetura de época nos edifícios, igrejas e ruas de pedra do centro histórico. Tiradentes é um destino tranquilo e simpático de serra, que oferece festivais culturais, uma deliciosa gastronomia mineira, boas opções de hospedagem, museus, artesanato e até um passeio de maria-fumaça, que liga a cidade à São João del Rei. Quem visita o destino pode se hospedar na Pousada Richard Rothe, localizada no centro histórico.

 

*Pesquisa encomendada pela Booking.com e realizada de maneira independente com 48.413 entrevistados em 31 mercados. Para participar dessa pesquisa, as pessoas deveriam ter 18 anos ou mais, terem viajado pelo menos uma vez a trabalho ou lazer nos últimos 12 meses e estarem planejando uma viagem em 2022. Além disso, deveriam ser responsáveis pela decisão ou estarem envolvidas no processo de tomada de decisão da viagem. A pesquisa foi feita on-line e ocorreu em janeiro de 2022.

**Dados de recomendação da Booking.com de acordo com os destinos mais relevantes e recomendados por viajantes brasileiros para cidades históricas.

  • Publicado em Turismo

Banner 468 x 60 px