Log in

Circuito Urbano de Arte abre convocatória nacional

Artista selecionado participará da próxima edição do maior festival de arte urbana do país

É oficial, a próxima edição do CURA – Circuito Urbano de Arte acontece de 21 de outubro a 02 de novembro, em Belo Horizonte. E para isso, está aberta a partir do dia 12 de setembro a convocatória que irá selecionar um dos artistas escalados para o maior festival de arte urbana do país. O artista irá pintar uma empena de aproximadamente 649,95m, localizada no Centro da capital mineira.

Podem participar da convocatória todas as pessoas acima de 18 anos e residentes no Brasil. Serão aceitas propostas individuais ou de coletivos, sendo que cada concorrente poderá integrar/enviar uma única proposta de intervenção, ou seja, um esquema desenhado da ideia a ser concretizada.

Para participar, é preciso preencher um formulário disponível no site do CURA: www.cura.art. O prazo limite é o dia 26 de setembro e o resultado será divulgado no dia 10 de outubro. As informações completas estão no site do festival.

Sobre o Cura 2021
O CURA 21 é também um gesto de memória. “Por tentarem apagar nossa história, invisibilizar nossos mortos, invocamos os guardiões da cultura e da vida. Se na dimensão terrena estamos em luto, o encantamento das ruas continua” conta Janaina Macruz, idealizadora e curadora ao lado de Juliana Flores e Priscila Amoni.

Seguindo o fluxo da Avenida Amazonas, o festival esse ano aborda a importância seminal desse rio — com seu protagonismo na vida de plantas, animais e pessoas —, das águas e das florestas, bem como a de seus povos guardiões, os povos originários da América do Sul. O CURA este ano vai para outra dimensão; vamos acessar outras camadas da existência e compreender a fé sob a perspectiva transreligiosa”, completa Priscila.

Com o mote “Você não está sozinha!”, o festival quer se conectar com o outro e com outros seres na certeza de que não estamos sós e de que o futuro é coletivo.

Sobre o Cura
O Circuito Urbano de Arte realizou sua quinta edição em 2020, completando 18 obras de arte em fachadas e empenas, sendo 14 na região do hipercentro da capital mineira e quatro na região da Lagoinha, formando, assim, a maior coleção de arte mural em grande escala já feita por um único festival brasileiro. O CURA também presenteou BH com o primeiro e, até então único, Mirante de Arte Urbana do mundo. Todas as pinturas podem ser contempladas da Rua Sapucaí.
 
Serviço
Convocatória Cura
Início: 12 de setembro de 2021
Termino: 26 de setembro de 2021
www.facebook.com/curafestival
www.instagram.com/cura.art
https://cura.art

CURA - Circuito Urbano de Arte finaliza mais uma obra

O Abraço, do artista DMS, volta a fazer parte do horizonte da capital mineira

Não é preciso dizer uma palavra. Cada um sabe o tempo do passo, o caminho do gesto, o movimento do corpo. Não precisa ensaiar; os braços se abrem, os ombros levantam um pouquinho, os pés se aproximam, o abraço se encaixa. E a gente se abraça em público mesmo, sem muito pudor, sem restrição de idade, de gênero, de classe, de modos de abraçar...  E que falta ele faz! 
 
A gente olha para O Abraço, obra icônica do Davi DMS para o CURA, e se reconhece um bocado ali. Porque, quando uma cidade inteira fica tanto tempo sem se abraçar, parece que a gente também desbota um pouco, descasca, se fragiliza, se sente desprotegido. 
 
“Um abraço caloroso em BH, para unir o que veio antes e o agora; um abraço cheio de futuro. Se a gente pudesse, dava um abraço na cidade, em TODES” dizem as idealizadoras e curadoras do festival Janaina Macruz, Juliana Flores e Priscila Amoni. 
 
Quem olha para a fachada cega do edifício Príncipe de Gales vê o dia e a noite se abraçando. Mas pode enxergar ali também um pouco do CURA, um pouco do que ele simboliza enquanto desejo de diálogo, dos encontros de/na rua, com suas esquinas e cruzamentos, misturas de gente, luzes e seres, que vivem-experimentam-criam-acontecem no hipercentro de Belo Horizonte. 
 
O novo Abraço, que foi concluído em 1º de setembro, é também uma escolha por homenagear um dos pontos-chave do mirante da Sapucaí, o único de arte urbana do mundo. É um abraço de “até logo”. Neste ano, o CURA tem mais encontros marcados pela cidade, para seguir propondo outros percursos, desenhos e vivências de cidade.
 
Cuidar e proteger do Abraço é uma ação do CURA em parceria com a Hotmart, empresa global de tecnologia e educação “nascida e criada” em BH. O afeto pelo Abraço é duplo, seja pela proximidade geográfica (a sede fica ali pertinho da Sapucaí), seja por compartilhar daquilo que é tão caro aos belorizontinos. Enquanto mira o mundo, a HotMart reafirma o desejo de permanecer aqui, transformando e projetando BH para fora. 

MIP - Manifestação Internacional de Performance recebe inscrições para cursos e Espaço Aberto

Promovido pelo Ceia, a 4ª edição da MIP oferece cursos de iniciação e aperfeiçoamento, além de abrir processo seletivo para interessados em apresentar performances na programação desta edição.

Estão abertos os chamamentos públicos para a quarta edição da MIP - Manifestação Internacional de Performance, realizada pelo Ceia – Centro de Experimentação e Informação de Arte. Os interessados poderão aplicar para o Curso de Iniciação, que acontece entre 27 de setembro a 02 de outubro, Curso de Aperfeiçoamento, realizado entre 11 a 23 de outubro, e para o Espaço Aberto, cujas apresentações acontecem de 26 de outubro a 7 de novembro. Por conta da pandemia de Covid-19, as atividades foram adaptadas para o formato digital.

Essa edição da MIP foi idealizada por Marco Paulo Rolla, coordenador do Ceia, em parceria com Fernando Ribeiro, artista que participou do Espaço Aberto em 2003, na primeira edição do evento em Belo Horizonte. A temática da MIP4 tem como fio condutor o encontro: de cenas, realidades, pessoas, culturas e artistas, como possibilidade de troca. Considerando que a performance é uma prática que abarca uma grande diversidade de linguagens e formas de expressão, a programação propõe estimular múltiplas potencialidades.

Com inscrições abertas até 10 de setembro, o curso de Iniciação à Performance, ministrado por Fernando Ribeiro e Marco Paulo Rolla, tem como público-alvo artistas iniciantes de várias áreas (teatro, dança, música, artes plásticas) que tenham interesse em conhecer sobre o conceito e a prática da performance. A seleção dos participantes será realizada por meio de avaliação do currículo e carta de intenção. O acesso é gratuito. No caso do Curso de Aperfeiçoamento, que receberá inscrições até 17 de setembro, as aulas serão ministradas pela estadunidense Alison Crocetta. O público-alvo são também artistas de várias áreas, que já possuem algum conhecimento em performance.  Cada curso oferecerá ao todo 25 vagas. A seleção dos participantes também será feita por meio de avaliação de currículo e carta de intenção. Os participantes selecionados na categoria Aperfeiçoamento devem contribuir com uma taxa de R$100.

Já para o Espaço Aberto, cinco performances serão escolhidas para apresentação na 4ª MIP, que será realizada entre os dias 26 de outubro e 07 de novembro. A intenção é criar oportunidades para (tirar a palavra novos) artistas que queiram exercitar a prática da performance e participar ativamente da programação de um evento internacional dedicado exclusivamente a esta linguagem. Para essa ação, que receberá inscrições até 24 de setembro, apenas residentes ou domiciliados em Belo Horizonte poderão participar.

Este projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Projeto 1022/2020.
 
Sobre o CEIA e a MIP
Idealizado pelo artista Marco Paulo Rolla, o Ceia tem como proposta incentivar espaços de produção e pensamento acerca da cena artística contemporânea. Desde 2001, o coletivo realiza em Belo Horizonte diversos eventos nacionais e internacionais de artes plásticas, que contribuem para impulsionar a carreira de artistas da capital mineira. Na capital mineira, já aconteceram oito eventos internacionais de artes plásticas, com enfoque em diferentes linguagens.
 
Ficha Técnica MIP - Manifestação internacional de Performance
Coordenação Geral: Marco Paulo Rolla
Coordenação de Produção: Patrícia Matos
Curadoria: Marco Paulo Rolla e Fernando Ribeiro
Design gráfico: Tiago Serafim
Monitoria: Sara Becker
Vídeo: Jocélio Batista
Tradutora: Luciana Tanure
Assessoria de imprensa e Estratégias Digitais: A Dupla Informação
 
:: Serviço ::
MIP - Manifestação Internacional de Performance recebe inscrições para curso de Iniciação à Performance, com Fernando Ribeiro e Marco Paulo Rolla
Realização:  de 27/09 a 02/10, por meio de plataformas digitais
Carga horária: 20h/aula
Inscrições: até 10 de Setembro, pelo formulário https://forms.gle/aqnwNN4wYGwBQMkn9
Divulgação dos selecionados: 20/09
 
MIP - Manifestação internacional de Performance recebe inscrições para curso de Aperfeiçoamento à Performance, com Alison Crocetta (EUA)
Realização de 11/10 a 23/10, por meio de plataformas digitais
Carga horária: 40h/aula
Inscrições: até 17 de Setembro, pelo formulário https://forms.gle/JKbB87V851WZUobc8
Divulgação dos selecionados : 27/09
 
MIP - Manifestação internacional de Performance recebe inscrições para Espaço aberto 
Seleção de performances para apresentação na programação da MIP4 de 26/10 a 7/11
Inscrições: até 24 de Setembro, pelo formulário https://forms.gle/5QZcScs9uGK5Wv6E8
Divulgação dos selecionados: 08/10

Serenata imprime seu DNA na fachada da loja e leva arte ao centro de BH

 

Quem passar pela Avenida Olegário Maciel, no centro de BH, vai vivenciar a beleza de uma obra de arte que deu vida e cor à fachada da tradicional loja de música Serenata. Os irmãos Rogério, Marco Aurélio e Daniela Garcia, segunda geração que está à frente da empresa, convidaram o artista visual paulista Rogerio Pedro, de Campinas, para assinar o painel que é carregado de cores e brasilidade e traduz a musicalidade em imagem. A ideia é democratizar o acesso à arte de qualidade e colocar um pouco mais de cor na rotina da capital.


Belo Horizonte vem se destacando no cenário da arte urbana com dezenas de graffitis, murais e intervenções artísticas que tornam a cidade uma verdadeira galeria de arte a céu aberto. É neste contexto que a Serenata coloriu sua fachada para deixar a cidade mais viva e bonita.


O artista Rogerio Pedro, é reconhecido internacionalmente, com obras em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Miami, Fort Lauderdale, Nova York, Viena e Buenos Aires, entre outras.

 

PBH convoca artistas da cidade para edição on-line da Virada Cultural 2021

Estão abertas as inscrições para artistas interessados em compor a programação.

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Instituto Periférico, realizarão em setembro a sexta edição da Virada Cultural de Belo Horizonte, em formato totalmente digital. A partir desta sexta-feira, dia 2, serão abertas as inscrições para artistas interessados em compor a programação. As propostas devem ser enviadas por meio de formulário disponível no site da PBH, onde também poderá ser acessado o regulamento de participação. O cadastro de propostas artísticas e culturais permanecerá aberto até as 23h59 de 20 de julho.

A programação da Virada Cultural de Belo Horizonte está aberta para atrações de artes cênicas e visuais, audiovisual, bem-estar e saúde, cultura popular, feiras digitais, gastronomia, intervenções e instalações urbanas, literatura, moda e design, música e outros segmentos indicados pelos candidatos, sendo aceitas propostas direcionadas ao público de todas as idades.

O objetivo é que atrações que habitualmente são apresentadas em palcos espalhados pelo hipercentro da cidade sejam levadas a ambientes inovadores, e que intervenções e instalações, principalmente as que trazem legado, ocupem os espaços do hipercentro da cidade em apresentações gravadas, sem público presencial.

A programação será realizada seguindo todos os protocolos de prevenção à Covid-19 vigentes em Belo Horizonte, com todo o conteúdo disponibilizado na web durante as intensas e aguardadas 24 horas do evento.

A inscrição para a Virada Cultural 2021 é destinada preferencialmente a artistas da capital, mas serão aceitas propostas das cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte. As propostas cadastradas serão avaliadas por uma comissão paritária, com igual número de representantes do poder público e da sociedade civil. Como critérios de seleção, estão a relevância da proposta, a adequação técnica e estrutural à Virada e a viabilidade financeira e documental para a contratação. Serão selecionadas o mínimo de 100 atrações para compor a programação. Os cachês são de até R$ 3 mil por cada atração cultural.

A realização da Virada Cultural de Belo Horizonte em 2021 reafirma o compromisso da Prefeitura com o setor cultural e artístico, somado às diversas políticas públicas municipais de cultura promovidas na cidade, adaptadas diante do desafiador contexto da pandemia de Covid-19. O formato proposto está em consonância também com as demandas do setor cultural da cidade em relação aos festivais públicos municipais, que está priorizando o setor cultural da cidade.

Ao longo de 2020 e 2021, a Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura vêm realizando reuniões virtuais com artistas, produtores e coletivos de diversos segmentos da cadeia produtiva de Belo Horizonte, com uma escuta atenta às questões relativas às consequências da pandemia para os trabalhadores da cultura.

“O festival injetará R$1,5 milhão de forma direta na economia da cultura em Belo Horizonte, ao mesmo tempo que permitirá à população da cidade usufruir dos mais diferentes tipos de atrações, de forma segura, fomentando também espaços culturais da cidade”, destaca a secretária Municipal de Cultura e presidenta interina da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin.


Sobre a Virada Cultural de Belo Horizonte
Parte integrante da política pública de cultura da Prefeitura de Belo Horizonte, a Virada Cultural de Belo Horizonte é um dos mais importantes eventos culturais do município. Sua programação gratuita é composta por diversas linguagens artísticas, tais como artes cênicas, visuais e plásticas, cultura popular, literatura, moda, design e música, entre outras, com atividades realizadas durante 24 horas ininterruptas.

O evento tem como premissa proporcionar a democratização do acesso à arte e à cultura, bem como o estímulo à formação de público para os artistas da cidade. Já foram realizadas, até o momento, cinco edições da Virada Cultural, que somam a participação de mais de 15 mil artistas e profissionais da cultura, 2.445 atrações realizadas, alcançando um público de mais de 2,2 milhões de pessoas. A edição mais recente, em 2019, contou com 26 horas de programação, com mais de 440 atrações, alcançando um público de cerca de 520 mil pessoas, que passaram por 25 espaços do evento, no hipercentro da capital.
 
RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA
Árvore - Cristina Sanches – (31) 9 8489 2098
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 
 
SERVIÇO
Virada Cultural de Belo Horizonte 2021
Inscrições para artistas interessados em compor a programação.
Período para envio das propostas: 02 a 20 de julho
Envio pelo site da PBH: https://prefeitura.pbh.gov.br/fundacao-municipal-de-cultura/festivais/viradacultural

Série 'Roaming' retorna ao Woohoo explorando paisagens do Canadá

Programa acompanha os amigos Vander Amaral e Ray Andrade capturando em vídeo a cultura, esporte, as pessoas e a vida selvagem do país, sempre com uma pitada de esportes radicais, como hiking, trekking, escalada, via-ferrata, surf e skate. 

Está de volta no Woohoo em junho “Roaming”, programa de viagens onde dois amigos brasileiros – Vander Amaral e Ray Andrade – viajam pelo Canadá mostrando o espírito dos lugares por onde passam, capturando em vídeo a cultura, esporte, as pessoas e a vida selvagem, sempre com uma pitada de esportes radicais, como hiking, trekking, escalada, via-ferrata, surf e skate.

No primeiro episódio de Roaming, os Vander e Ray nos encantam com suas histórias de vida e a paixão pelos esportes de ação. Assim, a dupla embarca na aventura de encarar o rígido inverno canadense em busca de lugares para praticar o snowboard, skate e patinação no gelo.
O programa “Roaming” será exibido todas as quintas, às 20h30, no Woohoo.
 
Vídeo de estreia: https://www.youtube.com/watch?v=9DLEl32kxQ8
 
Sobre o Woohoo
O Woohoo é um canal de variedades focado em transformação e cultura para todos. Uma programação recheada de música, arte, gastronomia, viagens, comportamento, esportes, estilo de vida e muito mais para um público plural e vibrante, acompanhando o ritmo de um mundo que não se permite ficar parado. Está disponível na Claro (565 - HD e 65 - SD), SKY (191 - SD), Vivo TV (76 - SD), Oi TV (165 - SD) e operadoras independentes de todo o Brasil.

Sonastério Ilumina | Produtora lançará projeto musical com grandes artistas brasileiros

Oferecendo produção musical completa, Sonastério cria projeto inédito com estreia em junho

Uma obra de arte cravada nas montanhas de Minas Gerais e um verdadeiro monastério do som: assim se pode definir o Sonastério, a produtora com o primeiro estúdio de retiro de criatividade de grande porte do Brasil. Além da estrutura impressionante, há ainda uma vista privilegiada para os mares de morros que tanto marcam o estado em que se localiza. Mais do que um estúdio, foi criado para ser um espaço de criação que potencializa a expressividade natural de cada artista que passa por lá.

A especialidade da casa é a música, desde a produção das faixas até o processo audiovisual, contemplando também os trabalhos de planejamento, estratégia e produções executivas de projetos e eventos relacionados ao mercado musical.

Dirigido pelos sócios Bruno Barros, Fred Pedrosa e João Andrade, se consolidou como uma das maiores produtoras em qualidade sonora e área construída no Brasil, oferecendo uma experiência única para os artistas. "O Sonastério é um lugar para o artista escapar da vida cotidiana e se dedicar somente a sua obra”, conta Bruno. “Nossa casa é situada num espaço com espírito próprio, envolto em paz, um lugar mágico onde o artista vem também para se inspirar com coisas que extrapolam a música, como as montanhas, o ar puro, a natureza e seus entornos”, completa. O objetivo principal, segundo os sócios, é ter um espaço único, afastado da cidade, onde o músico pudesse ter uma experiência imersiva em sua criação.

Inaugurado em 2017, nos arredores de Belo Horizonte, o Sonastério já tem um portfólio invejável e trabalhou com artistas como Milton Nascimento, IZA, Vintage Culture, Skank, Lagum, Seu Jorge, Maria Gadu, Criolo, Lô Borges, Ney Matogrosso, Daparte, entre vários outros. “Como o consumo de música abrange cada vez mais a parte visual, produzimos também clipes, making ofs e, principalmente, sessões ao vivo”, conta João Andrade.

E isso faz todo o sentido com o caminho seguido pela produtora, que hoje foca quase exclusivamente em projetos de elaboração própria. Com serviços em diversas pontas do mercado musical, o Sonastério tem em andamento um selo musical, projetos de educação online – Universidade do Áudio, Music Business e outros – e faz também agenciamento de artistas e serviços de booking, cuidando também da logística por trás de lançamentos. Pode-se dizer que é, hoje, uma das produtoras de maior crescimento no país. Baseado nisso, a marca agora se prepara para lançar, em junho, um projeto musical de alta qualidade: o Sonastério ilumina.

O projeto é uma série musical audiovisual e foi criado para trazer ao público lindas versões ao vivo e a verdade de grandes artistas além da música. Em dois dias no Sonastério, o artista convidado apresenta sua essência e grava músicas para a eternidade. “A luz de cada artista mostra sua verdade, suas crenças e sua visão de mundo. E o Sonastério busca ser a janela que emana essa luz aos amantes da música”, explica Fred.

Sonastério ilumina apresenta performances ao vivo de grandes artistas, em alta qualidade de áudio e vídeo, em ambientes pensados e preparados para cada convidado. No final do dia, a grande atração e a peça central do projeto é o artista, que tem a oportunidade de passar ao público sua obra e sua arte. Um mini doc também fará parte do projeto, um presente para os fãs de cada artista que estrelar o programa. Bandas como Maneva e Francisco El Hombre, e os artistas Djonga e Zeeba já ganharam seus episódios no projeto, e muitos outros estão a caminho. Em breve, vem muita novidade por aí!


Para saber mais
www.sonasterio.com.br
https://www.instagram.com/sonasteriov

4º Festival Mineiro de Pole Dance reúne artistas de várias cidades brasileiras

CERCA DE 25 ARTISTAS SE APRESENTAM NO FESTIVAL QUE ACONTECE NO DIA 26/06

Pela primeira vez em versão virtual, o 4º Festival Mineiro de Pole Dance pretende mostrar a multiplicidade do estilo e a arte presente em cada movimento. Para isso, participam 24 dançarinos de várias cidades brasileiras. Os artistas foram escolhidos para mostrar o que há de melhor na produção artística de pole dance no país. O público pode conferir a transmissão no dia 26 de junho, às 17h, no canal de YouTube do Festival. A participação é gratuita.

Além de performances especiais, com dançarinos já reconhecidos no cenário, também há premiações para cada categoria. O público vai escolher os participantes favoritos.

Entre os artistas convidados estão Taís Daher, quatro vezes campeã em eventos de pole dance do país; Débora Mozelli, 1º lugar na categoria Drama Amador do Pole Theatre Brasil (2020) e 1º lugar Pole Dance Show categoria Grupo (2019); Gabriel Wallace, atleta de pole dance há seis anos e já fez turnê pela Europa e Emirados Árabes; Roseane Corrêa, 1º lugar no Aero Dance Show (2017/SP); 3° Lugar Pole Theatre Brazil (2017/ SP); Bicampeã do Campeonato Mineiro de Pole Dance (2017 e 2018, categoria profissional/BH); Bianca Brochier, 1º lugar Pole Classique (RJ/2018); Letícia Coui, atriz, dançarina, performer e palhaça que se dedica ao pole dance desde 2015; Bruna Gama e Rodrigo Almeida.

Além deles, há a participação dos artistas selecionados pela curadoria por meio de edital. Na categoria Flow Rasteiro, se apresentam Bruna Gonçalves (Guarujá), Carol Martins (RJ), Bela Paulino (BH) e Tayná Teles (Aracajú). Em Flow Aéreo, o público vai conferir as artistas Camila Tonks (BH), Débora Souto (BH), Érika Thompson (Salvador) e Hellen Dafiny (BH).

Na categoria Experimental, participam Aisha Britto (Salvador), Bia Santiago (Brasília), Lala Teles (SP) e Tânia Freitas (São Bernardo do Campo). Já na Classique, serão apresentadas performances de Karina Dyas (SP), Isis Maia (SP), Pietra Mattos
(Aracajú) e Poema Abreu e Rochelle Tambosi (RJ).

Em virtude da pandemia, neste ano o evento será inteiramente on-line. As apresentações foram gravadas previamente e compiladas para serem transmitidas na live do dia do evento. A expectativa é que, nas próximas edições, o evento presencial reúna toda a comunidade do pole dance nacional em Belo Horizonte.

Na versão digital, o público tem uma grande vantagem. Além de conferir as apresentações artísticas dos participantes, as oficinas serão todas gratuitas, com recursos de lei emergencial. Oportunidade para quem quer conhecer melhor o pole dance e suas vertentes.

Nesta edição, o projeto é viabilizado com recursos do edital nº16/2020 - Seleção de Propostas de Mostras e Festivais Artísticos e Culturais da Lei Emergencial Aldir Blanc.


Sobre o Festival Mineiro de Pole Dance
O FMPD é uma mostra artística de pole dance que ocorre anualmente em Belo Horizonte. O evento conta com três edições realizadas (2017, 2018 e 2019). Já passaram pelos palcos do Mineiro mais de 200 artistas, mobilizando um total de mais de 1000 espectadores nos três primeiros anos de evento.
Em 2021, o campeonato passou a se chamar Festival Mineiro de Pole Dance. A mudança do nome ocorreu em virtude da vontade do evento de firmar-se como mostra artística e não como evento esportivo. Paralelamente a isso, existe um desejo de abraçar toda a multiplicidade do pole dance brasileiro. Queremos ir além dos palcos e promover também atividades formativas, seminários e diálogos. Por isso, precisávamos de um nome guarda-chuva, onde coubessem todos os nossos sonhos.


SERVIÇO:
4º Festival Mineiro de Pole Dance
26 de junho, às 17h
Participação gratuita
Transmissão:
Informações: www.mineiropoledance.com.br

Banner 468 x 60 px