Log in

Savassi Festival 2023 promove jazz e música instrumental com oito dias de programação

Jaques Morelenbaum Crédito Samuele Romano Jaques Morelenbaum

Entre os dias 20 e 27 de agosto, o evento de jazz ocupa 15 espaços da cidade, entre ruas, praças, cafés, livrarias, estúdios, teatros, entre outros  

Com programação musical intensa de jazz e música instrumental, o Savassi Festival 2023 acontecerá de 20 a 27 de agosto, ocupando diferentes espaços de Belo Horizonte. Shows, oficinas, ensaios abertos, mesas de debates, bate-papos e residências artísticas para mulheres, entre outras atrações, integram a programação. Com mais de 20 anos de trajetória, o festival atua em diversas frentes no fomento ao estilo musical e formação de público. As atividades acontecem em diferentes espaços da cidade, públicos e privados, sendo a maior parte da programação gratuita e algumas com couvert artístico. Todas as informações estão disponíveis no site do evento: savassifestival.com.br.

Recebem atividades do festival: Café com Letras, Estúdio Engenho, Conservatório de Música da UFMG, Sonastério, Fundação de Educação Artística, Livraria Jenipapo, Livraria da Rua, Quixote Livraria e Café, Galeria Resistor, Instituto Cidades Criativas e Clube de Jazz do Café com Letras. O festival também realiza shows gratuitos em ruas e espaços públicos como os cinco palcos que serão montados na Praça Floriano Peixoto, na Praça da Liberdade e em três pontos da Savassi, na Av. Getúlio Vargas.

Com o conceito "Outros tempos", a iniciativa desenvolve desde a formação de público, com projetos como o Jazzinho, voltado para crianças, agenda de shows na cidade para todas as idades, até a realização de atividades reflexivas e formativas e um congresso. Dessa forma, o Savassi Festival busca fomentar e difundir o jazz e a música instrumental para todos os públicos.

"Na sua edição 2023, o Savassi Festival retoma com força total a sua origem de festival de rua. Acreditamos que a rua é o lugar da democracia e da cidadania e que a cidade de Belo Horizonte só tem a ganhar com a arte e cultura no espaço público. Ao mesmo tempo, o festival se empenha - em diversas frentes - com a formação dos artistas, dos profissionais da cultura e do público, fortalecendo a cadeia produtiva da música e da cultura. A utopia da vida criativa é o que nos move e o Savassi Festival é um convite permanente para o compartilhamento desse sonho", explica Bruno Golgher, idealizador do evento.

PROGRAMAÇÃO SAVASSI FESTIVAL 2023

Formação e reflexão 

No eixo formativo e reflexivo, a programação traz a "TRAMA - Treinamento e Residência Artística para Mulheres da Música", com curadoria e coordenação da professora, mestre e doutoranda em Música da Universidade Federal de Minas Gerais, Glaw Nader. A atividade é voltada para o público feminino e contará com cinco aulas e uma mesa de debate sobre os desafios da mulher na música instrumental. Entre os temas abordados nas aulas estão a construção de background, a música e improvisação como linguagem, a construção de performance coletiva, gestão e planejamento de carreira artística e desvendando editais. As palestrantes serão: Luciana Rosa (FAMES), Heloisa Feichas (UFMG) e Cindy Borgani (Jazzmin's).

Ainda dentro da ideia de capacitação e profissionalização, o Savassi Festival promove o "Estúdios de Portas Abertas". Nele, técnicos e produtores musicais conceituados no mercado poderão compartilhar conhecimentos sobre como são feitas as gravações  profissionais, os percursos da arte aos negócios com a música, abordagens estéticas do piano na produção musical. As atividades acontecem no Estúdio Engenho, no Sonastério, na Galeria Resistor, no Acústico Motor e na Ilha do Corvo. 

Também integra a programação o "IV Congresso Pensar Música" que acontece no Conservatório da Universidade Federal de Minas Gerais. Realizado pelo Savassi Festival, por meio da parceria com a UniRio e  UFMG, o Congresso Pensar Música pretende reunir pesquisadores, músicos e toda a comunidade musical para debates sobre a música instrumental. 

O "Música em Livro", com curadoria e coordenação de Malluh Praxedes, acontecerá por encontros gratuitos com bate-papos para os quais foram convidados autores que se dedicaram à escrita sobre a produção musical no circuito de livrarias da Savassi. A livraria Jenipapo recebe Paulo Roberto Andrade,  autor de "Marco Antônio Araújo - Entre a Música e o Silêncio", e a presença de Júlio Moura, autor de "Pelas Ruas que Eu Andei: Uma Biografia de Alceu Valença". A atividade também recebe os autores Celso Adolfo, na Livraria da Rua, e o escritor Murilo Antunes, na Quixote Livraria e Café.

Shows gratuitos

A série "Ensaio Aberto" vai trazer grandes nomes da música instrumental com entrada gratuita para assistir aos ensaios. O Clube de Jazz do Café com Letras recebe nomes como Jaques Morelenbaum (RJ), Benjamin Taubkin (SP), Samy Erick Quarteto. A Fundação de Educação Artística também terá um ensaio aberto com Rafael Macedo e O Grivo & Francisco César com Niura Bellavinha. 

Entre os destaques da programação, estão os palcos montados nas ruas e praças que atraem milhares de amantes da música instrumental. O "Palco Jazzinho - Instituto Unimed-BH" leva para a Praça Floriano Peixoto atrações infantis para as crianças e suas famílias. Entre elas estão "O Jogo das Águas", com o grupo Voilà, e a apresentação "Snoopy & Charlie Brown", com o pianista, compositor, e pesquisador americano Cliff Korman e Quarteto (EUA/BR). No "Palco Nova Onda", do Instituto Unimed-BH, se apresentarão as bandas Onda de Calor e o grupo carioca Foli Griô Orquestra (RJ).

Já o "Palco Choro", que ficará na Praça do Clube de Jazz, prepara uma programação dedicada a um dos estilos musicais mais populares da música instrumental brasileira, o choro. Entre as atrações estão o grupo Chorosas e show de Marcela Nunes.

A Savassi recebe três palcos do festival. O "Palco Instituto Unimed-BH", localizado na Av. Getúlio Vargas, entre a praça e a rua Alagoas terá a apresentação Noites Rocinante com o pianista, compositor e arranjador Marcelo Galter (BA). Outra atração é o educador, músico, compositor, arranjador, multi-instrumentista Mamour Ba com Jazz Africano e o show da artista Júlia Ribas. E, ainda, a Brass Band Fantasy FM. O "Palco Mulheres na Música Instrumental - Funarte" vai se dedicar à produção feminina, trazendo no Música Nova a artista Arícia Ferigato Quarteto, a pianista Igara e o grupo Jazzmin's Big Band (SP).

O "Palco New Holland", na Av. Getúlio Vargas, no quarteirão entre a praça e a rua Paraíba, trará três atrações. Duduka da Fonseca Trio faz um show com participação especial de Paulo Levi (NY/BR). Percussionista carioca, radicado em Nova York, já foi quatro vezes indicado ao Grammy Awards e participou de mais de 250 álbuns ao lado de ícones do American Jazz e do Jazz Brasileiro. Também sobe ao palco o carioca conhecido como "Escultor do Vento", o multi-instrumentista, arranjador, compositor e educador, mestre do sopro, Carlos Malta (RJ). Em seguida é a vez de Nicolas Krassik (FR/BR), herdeiro da famosa tradição francesa de violinistas de jazz.

A Praça da Liberdade também será um dos pontos da cidade ocupado pelo Savassi Festival. O "Palco Case" abre suas atividades com um cortejo Belina Orkestar, seguido da Happy Feet Jazz Band, que tem como referência o jazz e a música popular americana das décadas 1930, 1940 e 1950. No fim do dia, sobe ao palco o compositor, arranjador, violonista e guitarrista mineiro Juarez Moreira tocando Beatles. Finalizando a noite,  James "Boogaloo" Bolden & Bruno Marques Band (EUA/BR) se apresentam.

Espaço inédito no Savassi Festival, a CasaCor Minas recebe os selecionados do edital Jazz Remixed. São eles: JJBZ, DJ Aída, DJ Sandrog e DJ Carol Blois.

Demais shows 

Shows de música instrumental também tomam conta dos estabelecimentos da Savassi como cafés, bares e restaurantes. A "Escola do Jazz" trará as apresentações com a Escola Avantgarde, no Clube de Jazz do Café com Letras, e Cavallieri Escola de Música, no Café com Letras.

O "Palco UFMG", que ficará no Café com Letras, recebe Davi Lobato Quarteto, Daniel Faria Quinteto, ZéQuintê e Grupo Caldera - Los Brothers. Ainda no Café, apresentações de Felipe Continentino Quarteto; os selecionados no edital "Novos Talentos do Jazz", Rafael de Souza Quarteto e Bicudos e seu Conjunto; além do artista Ravi Kefi (Itajubá), na programação dos "Sons das Gerais".

Já o Clube de Jazz do Café com Letras recebe shows de Jaques Morelenbaum e Cellosam3atrio (RJ); Benjamin Taubkin Trio (SP); Nagô-ciando Tempos, Gil Amâncio e Mauro Rodrigues; Joatan Nascimento e Experimentos (BA/SP); Carlos Malta (RJ);  Vinicius Mendes Quarteto; Marcos Rabello Quarteto. Na programação da "Noite Savassi Festival Records", Samy Erick apresenta o seu novo álbum "Pangeia" e Juarez Moreira apresenta o também estreante disco "Dedicatória"; e o selecionado pelo "Novos Talentos do Jazz",  Sexteto Aurum.

A Fundação de Educação Artística recebe no programa "Sound and Vision" Trainspotting, com Quarteto Guignard que apresenta "Different Trains", de Steve Reich, e Kreutzer Sonata, de Leoš Janáček. Ainda no programa, a apresentação "Esse Isso Aqui" com O Grivo & Francisco César e Niura Bellavinha. Em "Noites Rocinante", Rafael Macedo traz o seu novo álbum "Talvez uma dansa".

As apresentações nesses espaços têm couvert artístico e os valores podem ser conferidos no site savassifestival.com.br.

O Savassi Festival é viabilizado pelo Ministério da Cultura por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e pela Funarte por meio do Prêmio Funarte Festivais de Música, com a apresentação de New Holland e Case; patrocínio Instituto Unimed-BH, por meio do incentivo de mais de 5,3 mil médicos cooperados e colaboradores, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Conta ainda com o apoio do Clube de Jazz, Café com Letras, UniBH, Captamed, Conservatório de Música da UFMG, Fundação de Educação Artística e da Feira Aproxima que assina a gastronomia do evento. A produção é da Moby Dick e Ototoi.   

SERVIÇO

Savassi Festival 2023

De 20 a 27 de agosto, em Belo Horizonte

Mais informações: savassifestival.com.br

Instagram.com/SavassiFestival

 

Instituto Unimed-BH

O Instituto Unimed-BH completa 20 anos em 2023. A associação sem fins lucrativos foi criada em 2003 e, desde então, desenvolve projetos socioculturais e socioambientais visando a formação da cidadania, estimular o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, fomentar a economia criativa, valorizar espaços públicos e o meio ambiente. Ao longo de sua história, o Instituto destinou mais de R$ 170 milhões por meio das leis de incentivo municipal e federal, fundos do idoso e da criança e do adolescente, com o apoio de mais de 5,3 mil médicos cooperados e colaboradores da Unimed-BH. No último ano, mais de 9,3 mil postos de trabalho foram gerados e 1,6 milhão de pessoas foram alcançadas por meio de projetos em cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura, que estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030.

Última modificação emQuarta, 09 Agosto 2023 20:35

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.