Log in

Unoeste apresenta tecnologia de ponta a educadores da região

Com tecnologia de ponta e gamificação, professores das escolas ficaram impressionados com a Arena Lab Foto: Ector Gervasoni Com tecnologia de ponta e gamificação, professores das escolas ficaram impressionados com a Arena Lab

Evento reafirmou "portas abertas" para escolas públicas e privadas interessadas em ampliar as possibilidades de conhecimento aos estudantes do ensino médio

Educadores e dirigentes de escolas públicas e privadas de Presidente Prudente e região conheceram na noite dessa terça-feira (16) parte da estrutura tecnológica e de ponta que a Unoeste dispõe na missão de educar. Realidade já presente nos cursos de graduação da universidade que não para de investir em equipamentos de última geração para contribuir com a formação de excelência de seus alunos. O evento, organizado pelo Departamento de Marketing, teve a participação de representantes de mais de 50 escolas, entre diretores, vice-diretores, coordenadores pedagógicos e professores. Eles conheceram vários ambientes e espaços tecnológicos do campus 1, entre eles o Laboratório de Habilidades e Simulação (LhabSim) e o Projeto Betha que é composto pela Sala Betha, Arena Lab e Metaverso Lab.

A recepção ocorreu no Teatro César Cava e contou com as presenças do pró-reitor Acadêmico Dr. José Eduardo Creste e do pró-reitor de Extensão e Ação Comunitária Dr. Adilson Eduardo Guelfi, ambos representando a reitoria da Unoeste. O pró-reitor Acadêmico fez questão de ressaltar que a Unoeste está de portas abertas para as escolas, pois acredita que o conhecimento é capaz de transformar o mundo. “Eu só gostaria de dizer que nesses últimos anos a Unoeste investiu muito em qualidade, e hoje nós temos trabalhado três grandes pilares que é a inovação, a tecnologia e a sustentabilidade aqui dentro. É um prazer muito grande recebê-los, vocês dispuseram do tempo pra conhecerem um pouquinho da nossa ideia, nossa estrutura, tecnologia e o pré-lançamento da Feira de Profissões. Enquanto educadores, temos o papel transformar essa região, esse país, essa nação, esse mundo em que vivemos. A educação transforma, é nisso que acreditamos e é nisso que a Unoeste continua firme nos seus propósitos, na sua visão, na sua missão, nos seus valores que é oferecer uma formação de qualidade”, discursou.

Depois de assistirem vídeos institucionais, os educadores foram convidados a fazerem um tour pela universidade. O grupo foi dividido em três grupos pela equipe do Comercial e Relacionamento da Unoeste. Em concomitância, conheceram de perto os recursos disponíveis no LhabSim, Sala Betha e Arena Lab – os laboratórios mais modernos da universidade. Na Sala Betha, educadores interagiram com as mesas interativas e conheceram a realidade aumentada que ajuda nos estudos propostos por professores naquele ambiente. No LhabSim, conheceram os robôs utilizados em aulas práticas nos cursos da saúde e que simulam situações reais comuns em hospitais.

Já na Arena Lab, os professores das escolas ficaram impressionados com a sala altamente tecnológica e interativa que, por meio da gamificação (metodologia ativa), possibilitará aos alunos tomadas de decisões ágeis em atividades e jogos de conhecimento. No local, o responsável pelo Departamento de Design Instrucional da Unoeste, Antônio Sérgio Alves de Oliveira, anunciou que em breve uma competição de conhecimento deverá agitar o local. No spoiler, revelou que essa competição vai envolver 36 escolas, entre públicas e privadas, sendo que o aluno de melhor desempenho vai ganhar uma bolsa de estudos na Unoeste.

O coordenador comercial e de relacionamentos da Unoeste, César Rafael, ratificou o que disse o Dr. Creste: que a prioridade da Unoeste neste ano tem sido focada na tecnologia, sustentabilidade e inovação. E que integrar as escolas de Prudente e região nessa conjuntura, ou seja, poder abrir as portas da universidade para que os estudantes do ensino médio conheçam desde já a realidade universitária, possibilitará a eles interesse maior pelos estudos. “Dentro do tema de tecnologia, nós criamos esse encontro com diretores das escolas particulares e públicas e do ensino médio para que possam ter um contato dentro da universidade com o que temos de inovador em tecnologia aplicada às metodologias educacionais. Então nos três principais espaços, LhabSim, Sala Betha e Arena, apresentamos a eles não o que é feito na aula do dia a dia, mas as possibilidades metodológicas que a tecnologia traz para o ensino e aprendizagem, pra todo o movimento da universidade, colocando isso à disposição deles”, destacou.

Educadores impactados

Da Escola Estadual Professor Gildásio Silva Lima, de Caiabu, a professora Laíse Ribeiro ficou impactada pelos recursos tecnológicos empregados na Arena Lab da Unoeste. “Minha primeira impressão: fiquei chocada, impactada. É fantástico. Eu fiquei imaginando os meus alunos tendo essa oportunidade, de estarem aqui dentro de um ambiente desse e poder conhecer tudo. E se nós pudermos propiciar esse tipo de ambiente hoje para um único aluno que seja, o que temos buscado junto a Unoeste, eu tenho certeza que a nossa educação vai se transformar, que é o que todo professor busca hoje”, opinou.

Já a professora de Artes Maria Eliza de Oliveira, da Escola Estadual Filomena Scatena Chistofano, de Alfredo Marcondes, se surpreendeu com a interatividade que a tecnologia permite dentro da Sala Betha. “Não tem como você entrar numa sala dessas e não prestar atenção em tudo o que você está vendo. E a questão de poder interagir com o que o que você está estudando, como nós estávamos fazendo ali na mesa primeiro com uma boca e depois com o coração humano, é muito interativo. Não tem como um aluno, independentemente da idade, se voltar para aquilo com outro olhar. Ele é instigado a saber e conhecer mais, é conhecimento mesmo. Nas escolas do Estado não temos esse tipo de tecnologia, então estar aqui, saber que a universidade está ao nosso alcance, pode refletir positivamente nos nossos alunos sobre o que podem ter amanhã. Desperta a curiosidade e a vontade neles de chegar lá”, disse, se referindo ao fato dos estudantes de escolas públicas conquistarem a formação acadêmica sim.

A professora Maria Eliza de Oliveira, de Alfredo Marcondes, se surpreendeu com a mesa interativa dentro da Sala Betha (Foto: Emerson Sanchez)

Para a coordenadora pedagógica do Colégio Anglo Aquarella, de Álvares Machado, Rosa Maria Veronez Martelato, poder conhecer de pertinho a estrutura do LhabSim foi uma oportunidade única.  “É realmente inovador e bem realista. Um investimento na aprendizagem que vale muito a pena. Estamos no interior de São Paulo e você não imagina, estando do lado de fora da universidade, que ela tem tanta tecnologia. E do nosso lado. Se pra nós professores que já passamos dessa fase de escolha tem vontade de voltar a estudar pra ter essas oportunidades atuais, imagine eles que estão neste momento. Pra quem realmente quer, essa área da saúde, biológicas, vale muito a pena”.

O coordenador de organização escolar da Escola Estadual de Ensino Integral Teófilo Gonzaga da Santa Cruz, no Jardim Humberto Salvador, em Prudente, Eric Alexsander Torres, elogiou o fato da Unoeste manter “portas abertas” para escolas públicas e privadas interessadas em ampliar as possibilidades de conhecimento aos estudantes do ensino médio. “Enquanto professor, acredito que as novas metodologias de ensino fazem a grande diferença aos nossos estudantes. Esse espaço que a Unoeste nos apresentou certamente proporcionará aos alunos que tiverem a oportunidade de passar por eles uma aprendizagem sem igual”, frisou.

Feira de Profissões

Durante o evento, a Unoeste também anunciou as datas de realização da Feira de Profissões 2023, um dos eventos mais tradicionais realizados pela universidade e que pela primeira vez será realizada em Presidente Prudente, Jaú e Guarujá.  Em Prudente, a feira ocorrerá entre os dias 18 e 22 de setembro, no Salão do Limoeiro, no campus 2 da universidade. Em Jaú, de 27 a 29 de setembro no campus da Unoeste. E em Guarujá, nos dias 4 e 5 de outubro também no campus da universidade. As escolas interessadas em visitar os estandes já podem acessar o site oficial da Feira de Profissões e fazer as inscrições clicando aqui.

No ano passado, a edição 2022 que trouxe como tema central “Experimente o futuro” atraiu em cinco dias de realização em Prudente mais de 10 mil visitantes e 185 escolas, entre públicas e privadas dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná. A maioria alunos do ensino médio que participaram também das mais de 300 oficinas práticas realizadas em diversas áreas do conhecimento. 

Plataforma BeActive

O evento terminou com um coquetel no Espaço Cultural Profº Agripino, onde os convidados puderem conferir uma exposição fotográfica preparada pelo Departamento de Marketing da Unoeste sobre momentos das últimas edições da Feira de Profissões. Na ocasião, o Pró-reitor de Extensão e Ação Comunitária Dr. Adilson Eduardo Guelfi aproveitou o momento para apresentar a BeActive, a primeira plataforma on-line que reúne as principais metodologias ativas, usadas como estratégias facilitadoras do ensino e da aprendizagem, e que traz vários benefícios aos professores e alunos. Ele deixou claro que a BeActive está disponível gratuitamente para todos os brasileiros e outras nacionalidades de língua portuguesa, sendo que em breve será disponibilizado o recurso de tradução para outros idiomas.

Por fim, o professor Josué Pantaleão, coordenador do Unoeste + Cultura, produziu dois quadros que foram pintados em tempo real e posteriormente sorteados entre os convidados.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner 468 x 60 px