Log in

Conheça 4 medidas para a preservação dos recursos hídricos

NeoAcqua Divulgação NeoAcqua
Sibylle Muller, CEO da NeoAcqua, ressalta que o reuso de água cinza e de esgoto ajuda a preservar o meio ambiente e a mitigar os impactos da escassez de água.

Seguindo as informações da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), o Brasil enfrenta a possibilidade de perder 40% da disponibilidade de água até 2040. Diante desse desafio iminente, a pressão sobre os recursos hídricos é notável, destacando a necessidade crucial de implementar práticas para reduzir o consumo de água potável e garantir o acesso a esse recurso vital, especialmente em períodos de escassez.

Possibilidades de substituição de, ao menos, parte da água potável por  fontes alternativas como a água de reúso e água de chuva desempenham um papel importante na gestão eficiente dos recursos hídricos, conforme destaca Sibylle Muller, CEO da NeoAcqua: "Tais soluções não apenas mitigam os impactos da escassez hídrica, mas também, direcionam os gestores a promover uma abordagem sustentável e  responsável.”

Abaixo, Sibylle apresenta algumas possibilidades para a redução de consumo da água potável:

  1. Sistemas de tratamento de Água da Chuva:

Os sistemas de tratamento de água da chuva para aproveitamento em fins não potáveis representam uma contribuição na gestão de recursos hídricos. Ao tratar a água pluvial captada, principalmente, a partir de grandes coberturas, esses sistemas oferecem uma fonte alternativa e sustentável em usos não potáveis, como descargas de vasos sanitários,  irrigação de jardins, lavagem de pisos e calçadas, reduzindo a dependência de fontes convencionais.  O uso de água de chuva tratada em fins menos nobres permite que se atenda, com menor volume de água potável, os usos em que a potabilidade é necessária.

Integrar paredes e telhados verdes, com plantas, vai além da estética arquitetônica, sendo uma solução inteligente para a captação e aproveitamento de água pluvial  em ambientes urbanos. Essas estruturas absorvem a água da chuva, reduzem escoamentos superficiais e permitem que o excesso de água, não absorvido, possa  ser uma fonte para a reciclagem de água, contribuindo para a gestão responsável dos recursos hídricos em áreas urbanas.

  1. Reuso de águas cinzas e de esgoto na construção civil

O reúso de águas cinzas e de esgoto na construção civil é uma prática sustentável que vem ganhando destaque. No caso da água cinza, captam-se e tratam-se as águas provenientes de lavatórios, chuveiros e máquinas de lavar roupas. Tanto águas cinzas quanto o esgoto podem ser tratados para reuso em fins não potáveis, como irrigação de jardins, descargas de vasos sanitários e limpeza de áreas externas. Além de contribuir significativamente para a redução do consumo de água potável, o reúso de águas cinzas e de esgoto na construção civil representa uma solução eficaz para a gestão sustentável dos recursos hídricos, ajudando a preservar o meio ambiente e a mitigar os impactos da escassez de água.

 

  1. Reúso de Águas Residuais em Processos Industriais:

Incorporar o reúso de águas residuais em processos industriais é uma estratégia cada vez mais utilizada para reduzir a demanda por água. Empresas podem implementar sistemas de tratamento para reuso a partir de balanços hídricos em que se avaliam as vazões e a qualidade de água necessárias em cada etapa produtiva e a disponibilidade de águas residuais que poderiam ser tratadas para o atendimento das necessidades de cada fase do processo industrial.

As indústrias, grandes consumidoras de água, necessitam de outorgas para extrair água dos mananciais. Com o aumento da urbanização e do número de indústrias, a demanda por água também cresce, podendo eventualmente exceder a disponibilidade hídrica local, dificultando a obtenção de outorgas para as empresas. Nesse contexto, o reuso da água torna-se crucial, pois diminui o volume de água a ser captado no meio ambiente, contribuindo para o abastecimento e autonomia de água das indústrias, com a preservação dos recursos hídricos e ganhos em sustentabilidade ambiental.

4.Redução de perdas de água em Sistemas de Tratamento de água Descentralizados:

A perda de água nas redes de distribuição de água potável é alarmante. Reduzir essas perdas pode significar mais água potável disponível para a população, atendendo a mais pessoas, sem desperdício. A descentralização dos sistemas de tratamento de água surge como uma solução eficaz para comunidades menores ou áreas remotas. Com estações de tratamento mais próximas aos usuários, as redes de distribuição tornam-se mais curtas e simples, minimizando as perdas ao longo das tubulações.  

 

Sobre a NeoAcqua:


A NeoAcqua, pioneira e especialista em economia verde a partir de sistemas de tratamento de água e esgoto, com expertise de mais de 23 anos de mercado, fornece às empresas as melhores soluções em gestão hídrica, desde o projeto inicial até a instalação e operação dos processos de tratamento. Atualmente, a empresa já conta com implementações de centenas de projetos, por todo Brasil, de tratamento de água e efluentes para municípios, construtoras, indústrias, galpões, empreendimentos comerciais e residenciais de médio a grande porte. Saiba mais: https://neoacqua.com.br/

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Banner 468 x 60 px