Log in

A casa das sete mulheres ganha adaptação para a linguagem dos quadrinhos

A casa das sete mulheres Maralto Edições A casa das sete mulheres

Uma produção da Maralto Edições, lançamento acontece no dia 29 de setembro

A casa das sete mulheres (2002) é um dos romances mais bem-sucedidos da literatura brasileira. Publicado em diversos países, entre eles Alemanha, Itália e Grécia, em 2003 o livro recebeu uma adaptação para a televisão que ganhou o mundo com veiculação em mais de 40 países. Agora, mais de vinte anos após a primeira edição, a obra ganha uma nova roupagem, desta vez na linguagem dos quadrinhos.

Escrito por Leticia Wierzchowski, o livro mergulha o leitor em uma emocionante trama que revela os eventos tumultuados da Revolução Farroupilha, um capítulo crucial na história do Brasil. Com detalhes impecáveis, a obra destaca a história de sete mulheres – Antônia, Caetana, Rosário, Ana, Perpétua, Manuela e Mariana – que enfrentam uma década de confinamento na Estância da Barra, pertencente à família de Bento Gonçalves da Silva. A obra retrata com riqueza de detalhes as batalhas que essas mulheres extraordinárias vivenciaram. Anita Garibaldi, embora não seja uma das "sete mulheres", desempenha um papel fundamental no livro. Sua coragem, determinação e luta pela liberdade também são amplamente exploradas.

 “Era um sonho meu adaptar A casa das sete mulheres para a linguagem dos quadrinhos”, revela Leticia Wierzchowski. “Aqui em casa, adoramos HQs, e eu gosto de roteirizar. Acho que a adaptação está linda demais, é como um filme em páginas. Está muito palatável, e acredito que vai encantar leitores de todas as idades. O desenho é uma arte que admiro muito, e estou muito feliz de unir narrativa e desenho neste projeto.”

Lançamento da Maralto EdiçõesA casa das sete mulheres em quadrinhos oferece aos leitores uma nova perspectiva sobre a história e os personagens. As ilustrações deslumbrantes capturam a atmosfera rica e os cenários pitorescos da época, desde a fazenda onde as mulheres viviam até os campos de batalha da Revolução Farroupilha. Os detalhes meticulosos trazem à vida os trajes, as paisagens e os momentos emocionais dos personagens de uma forma que vai cativar tanto os leitores já familiarizados com a história quanto aqueles que a estão descobrindo pela primeira vez.

Os traços luxuosos da ilustradora Verônica Berta mantiveram a essência e a profundidade da história original. Diálogos marcantes, conflitos intensos e momentos de conexão humana são retratados com maestria, oferecendo aos leitores uma nova maneira de se envolver com a narrativa. “Fui o mais fiel possível ao roteiro que a Leticia me enviou”, relata a ilustradora. “Precisei fazer pequenas mudanças para que tudo coubesse nas 120 páginas. Nos quadrinhos em geral dosamos a quantidade de texto porque boa parte da narrativa se faz visualmente, de forma mais rápida. Então também reduzi textos que iam para os balões e recordatórios, para que a leitura não ficasse cansativa. Em cada etapa do processo, fui mostrando para a Leticia e a editora aprovarem. Foi uma parceria tranquila. Ao todo foram dois anos de muito trabalho.”

A adaptação de A casa das sete mulheres para os quadrinhos é uma homenagem à duradoura importância da história e à sua capacidade de se reinventar em novas formas artísticas. O lançamento deve emocionar e inspirar tanto os fãs apaixonados do romance original quanto uma nova geração de leitores que estão descobrindo o fascínio dessa história icônica. O livro chega às livrarias parceiras a partir de setembro de 2023, e fará parte do Programa de Formação Leitora Maralto, uma iniciativa direcionada para escolas de todo o país.

 

Sobre a roteirista

Leticia Wierzchowski é gaúcha de Porto Alegre e estreou na literatura em 1998 com o romance O anjo e o resto de nós. Desde então, não parou mais de contar histórias. Em 2002, resolveu voltar seus olhos para o passado da região onde nasceu, o Sul do Brasil – o Continente de São Pedro do Rio Grande do Sul era fronteira do império brasileiro e passou 300 anos grávido de guerras. Foi para contar um pouco desse panorama pelo ponto de vista feminino que ela escreveu A casa das sete mulheres. Após ganhar as telas da Globo, a história teve exibição em mais de 40 países, em lugares tão distantes quanto China e Afeganistão. Leticia é uma ficcionista incansável – tem mais de 30 livros de ficção adulta e infantil publicados no Brasil e no exterior, entre eles SalUma ponte para TerebinDerivaCristal polonês e O menino que comeu uma biblioteca – os dois últimos receberam o selo Altamente Recomendável da FNLIJ e foram adotados em escolas de todo o país. É professora de escrita criativa e trabalha também como roteirista audiovisual.

 

Sobre a ilustradora

Verônica Berta é quadrinista, ilustradora e colorista. É autora da HQ Ânsia eterna, finalista do prêmio Jabuti e indicada aos prêmios HQMIX e Angelo Agostini. A HQ também foi publicada em versão bilíngue no Catálogo HQ Brasil (organizado pela Bienal de Quadrinhos de Curitiba em parceria com o Itamaraty). Ilustrou a adaptação para quadrinhos de Quincas Borba, de Machado de Assis (com roteiro de Luiz Antonio Aguiar) e participou da antologia Eu e o isolamento (Programa Brasil em Quadrinhos – parceria entre a Bienal de Quadrinhos de Curitiba e a Embaixada do Brasil em Beirute). Também é autora de quadrinhos independentes, como Princesa de areia. Em 2023, mesmo ano em que lança sua adaptação em quadrinhos de A casa das sete mulheres, foi convidada para participar da exposição itinerante do metrô de São Paulo em comemoração ao Dia do Quadrinho Nacional ao lado de Marcelo D’Salete.

 

 

A casa das sete mulheres em quadrinhos

Editora: Maralto Edições – Instagram @maraltoedicoes

Preço: R$ 61,90

Autora: Leticia Wierzchowski

Ilustradora: Verônica Berta

Páginas: 120

Vendas: Amazon e livrarias parceiras

 

Lançamento oficial: 29/09 às 19h

Onde: Santos Livraria, Unidade Casa Prado

Rua Dinarte Ribeiro, 148 – Loja 06 – Moinhos de Vento, Porto Alegre

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.